Minhas Impressões com o Fedora 31

Através dessa matéria, vou abordar sobre minhas impressões com o Fedora na versão 31, e também gostaria de saber a sua através de um cometário no final dessa postagem.

No Macbook White que possuo ano 2010, quando instalei o Fedora, rodou super bem a principio mesmo tendo apenas 4 gigas de RAM, não notei lentidões ou travamentos, única coisa que me deparei foi um problema no áudio, inclusive para assistir videos do youtube, um chiado imenso, mal se entendia o som, parecendo até um defeito na máquina, contudo no MacOS funcionava e funciona normalmente, pois estava em dual boot. Já no Macbook Air de 2017 não tive esse problema, porém notei que os Macs aquecem mais quando estou utilizando uma distribuição Linux, inclusive o MacBook Air. Pra se ter uma ideia, para alcançar a temperatura que estava na maquina com Linux, eu teria que estar editando vídeos e com algumas aplicações abertas para ter uma temperatura semelhante com MacOS.

Já no Sony Vaio i3, também com 4 gigas de memória RAM, percebi uns engasgos no sistema, mesmo sem estar utilizando muita coisa aberta, basicamente estava só com o Firefox com duas abas abertas, então fechei todos programas e abri o monitor do sistema e percebi quase 2 gigas de memória RAM sendo usados. Como o Gnome costuma consumir muitos recursos, decidi instalar outra interface gráfica, para ver como o sistema iria se comportar.

Buscando uma interface leve, optei por instalar o XFCE e ver como minha maquina iria se comportar com uma interface que consome menos recursos. Logo que o instalei, a área de trabalho ficou dessa forma:

Fedora XFCE

Então fui observar o monitor de sistema e perceber a fluidez da interface, como o XFCE não possui um por padrão usei o do Gnome e o htop pelo terminal e notei que com mais aplicações abertas e mesmo utilizando as 4 CPU, ocorreu um consumo menor de recursos unido a uma fluidez maior do sistema.

Htop r monitor do Gnome no Fedora com XFCE

Então resolvi customizar um pouco o sistema e pós algumas modificações deixei um meu Fedora com XFCE um pouco mais agradável.

No meu caso, gosto do espalhamento de janelas do Gnome, o que acaba resolvendo minha questão com o Xfdashboard, que me da o mesmo espalhamento porém no XFCE.

Xfdashboard no Fedora XFCE

Driver Intel e Nvidia

Única observação que tenho a fazer, é que não consegui utilizar o programa DaVinci Resolve, pois ambas máquinas possuem GPU Intel, e o Fedora não possui um instalador para o driver proprietário do mesmo, (o que não acontece no MacOS, pois ele instalar normalmente). Segundo pesquisei a Intel tem incluído no Kernel os Drivers, fiquei meio na dúvida se estavam se referindo ao Mesa Driver. De qualquer não é o suficiente para fazer o programa rodar. Mas se alguém souber de alguma solução para isso pode comentar aqui na matéria.

Já tive um Notebook Híbrido também, e conseguia instalar o Driver Nvidia apenas por outras distribuições, no Fedora todos tutorias que tentei quebraram o sistema, viva um dilema na época, portanto se possui um Note Híbrido vá de Ubuntu, Mint entre outros que será melhor.

Melhorias

Dentre as melhorias que pude notar nessa versão 31, foi a do suporte a H264, não sendo mais necessário recorrer a repositórios de terceiros para conseguir habilitar o mesmo e assistir vídeos normalmente no navegador. Tive uma boa experiência com o navegador Firefox e Vivaldi por exemplo, que antes precisava de um plugin que estava disponível no Github.

Agora é possível gravar a tela normalmente com OBS pelo Wayland na seção Gnome, através de um plugin incluso em uma versão Flatpack do mesmo, pelo desenvolvedor brasileiro do projeto Gnome  o brasileiro Georges Stavracas. E no MacBook Air e White consegui notar a fluidez do Gnome 3.34 e gostei bastante, pena que esse Sony Vaio i3 de 2012 com 4G de RAM, não acompanhou bem o mesmo, mas fazendo um upgrade de RAM, talvez ele dê conta do recado.

Bom, essas foram as minha impressões quanto a versão do Fedora 31, e gostaria de saber a sua, deixe aqui a sua opinião sobre essa nova versão do sistema azul.

Acompanhe o vídeo que fiz sobre se vale a pena Utilizar Fedora:

Fonte: Blog Christian Schaller

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s