Rumo ao segundo Lugar, o navegador Microsoft Edge está vindo com força total!

A Microsoft vai lançar agora no próximo dia 15 de janeiro sua nova versão do navegador Edge baseada no Chromium, e a empresa espera que sua adoção seja significativa.

Conforme já estava sendo noticiado desse o final de 2018, o navegador Edge será repaginado, passando a se basear no Chromium, atitude essa que visava além de maior estabilidade e correção de bugs, alcançar uma fatia maior do mercado.

Quando foi lançado em 2015, o Edge chegou para substituir o Internet Explorer com uma tecnologia chamada EdgeHTML prometendo ser um navegador mais seguro e com uma renderização de páginas muito mais rápida.

Mas porque escolher o Chromium como base?

Com o passar do tempo o novo navegador da empresa não alcançou as fatias de mercado esperadas. Mesmo vindo por padrão no Windows 10, as pessoas estavam abolindo o mesmo por outras opções como o Google Chrome, Firefox, Opera e Vivaldi e o motivo eram as diversas falhas e bugs, além da lentidão do mesmo, jogando fora todo trabalho de marketing feito pela Microsoft.

A solução então era encontrar uma forma de corrigir os defeitos do navegador, mas não estava sendo tão fácil pelo desenvolvimento do mesmo ser bem diferente do padrão do mercado, a empresa bem que tentou, mas não conseguiu melhorá-lo, foi então que dedicaram fazer as melhorias em cima de uma base mais sólida, dessa forma eles poderiam se basear em um projeto de sucesso já existente e empregar as melhorias e customizações desejadas. Olhando pra concorrência não puderam deixar de notar o Google Chrome baseado em um projeto de código aberto chamado Chromium.

Adotando o Chromium a Microsoft pode forcar na melhoria de suas ferramentas para o navegador, mantendo uma base sólida que possui desenvolvimento constante por ser um software de código aberto.

Dessa forma a Gigante de Rendmont mais uma vez enxerga o software de código aberto como opção lucrativa para seus projetos.

Almejando o segundo lugar

Se olharmos o marketing Share não será tão difícil do Edge assumir a segunda colocação do mercado muito em breve, pois o Google Chrome tem sido o navegador de desktop com maior dominância possuindo 66,59% de participação de mercado. Já na segunda colocação temos o Mozilla Firefox com 8,22%. E mesmo com todos os problemas o Microsoft Edge ficou em terceiro com 6,47%, seguido pelo Microsoft Internet Explorer com 5,77%. O que não seria difícil para ele, alcançar uma fatia maior do mercado, até porque, após sua modificação para a versão baseada pelo Chromium, (o que se dará por uma atualização para quem possui Windows 10) ele terá uma versão pra MacOS e para Linux também o que pode ajudar a abocanhar uma fatia maior de mercado.

Estou na expectativa para testar esse navegador, atualmente minhas preferências são Safari quando uso um Mac e quando uso Windows ou Linux o Vivaldi por ser baseado no Chromium mas não consumir tanta memória RAM como o Chrome.

Já utilizou o Microsoft Edge? Será que dessa vez a Microsoft chegou pra disputar com a Google o domínio dos navegadores? Deixe aqui a sua opinião sobre esse assunto.

Fontes: Diolinux

2 comentários

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s