Recomeçou a Guerra dos Browsers?

Chrome VS Edge

A guerra de Browsers que ocorreu na década de 90, parece que está de volta, e dessa vez entre o Google Chrome e o Microsoft Edge. Isso porque após ficar anos sem entregar um bom navegador, que viesse ameaçar a soberania do Chrome, a Microsoft desistiu da tecnologia EdgeHTML que não estava indo bem no navegador e decidiu basear o mesmo no projeto de código aberto Chromium.

Os usuário de Windows 10 e MacOS que testaram o novo Browser estão dizendo que a Microsoft dessa vez acertou no seu navegador, oferencendo uma experiência bem melhor, do que as anteriores, e caso esse sucesso seja significativo pode ocasionar que muitos desistam de instalar o Chrome nas suas máquinas, por já possuir um navegador de qualidade vindo por padrão.

Mediante ao que a Microsoft entregou, parece que incomodou um pouco a Google, que postou recentemente sobre a vulnerabilidade das extensões do Edge em sua loja loja oficial, a Chrome Web Store. Caso você acesse a mesma do Edge, vai receber a seguinte mensagem “O Google recomenda mudar para o Chrome para usar extensões com segurança”, seguido de um link para download do navegador.

Não podemos esquecer que na década de 90, a Microsoft lutou ferozmente conta a Netscape, em uma guerra para ver qual seria o navegador que dominaria o mercado. Na época a Gigante de Redmond passou inclusive por um processo da Netscape, alegando que o navegador de mesmo nome da empresa, estava em desvantagem, pela Microsoft estar favorecendo o Internet Explorer no Windows. Batalha essa que perdurou de 1995 até 2000, com a vitória da Microsoft.

Com o passar dos anos, a Microsoft não se reinventou no mercado dos Browsers, e o seu bugado Internet Explorer foi perdendo lugar para o Firefox e o Google Chrome, sem esboçar nenhum tipo de reação, não chegou a ser uma segunda guerra dos Browsers, pois o Chrome não teve maior resistência de nenhum rival e engoliu o mercado.

Mas recentemente fizemos uma matéria, mostrando que a Microsoft buscava o segundo lugar dos Browsers fazendo a mudança para a base chromium. Não sendo uma posição muito distante do Firefox que ocupa atualmente tal posição. E me atrevo a dizer que talvez faça parte de alguma estratégia da empresa para no futuro poder tentar alavancar o seu serviço de buscas Bing, que ainda não foi bem sucedido como a empresa espera.

A Microsoft criou sua própria loja de extensões, recomendando o seu público a evitar lojas de terceiros, usa-las apenas se houver algum recurso indisponível pela Loja do Edge. Alegando a questão do melhor funcionamento do navegador com suas próprias extensões.

O Edge já possui uma versão para Windows, MacOS, Android e IOS, e está para receber nas próxima semanas sua versão para Linux. Testei recentemente o Edge e fiz essa matéria aqui do Portal: ”Como ficou o Navegador Edge baseado no Chromium? Segue uma análise”

E você, Já testou ou pretende testar o Navegador Edge? Deixe aqui a sua opinião sobre esse assunto.

Fontes: Wikipedia, Tecmundo, Softpedia

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s